sexta-feira, 20 de fevereiro de 2009

Chupe bem seu pirulito porque o amor vai te ferrar.


Apesar de ser uma música toda animada e "fofa", com criancinhas cantando no fundo e tal, a música Lillipop do Mika fala de uma terrível verdade. Bom mesmo é ser criança: papais orientem seus filhos a aproveitarem bem o doce da vida antes que "o amor as peguem e as façam cair"!
Quando a gente não tem muito o que fazer, como quandoe stamos viajando em um ônibus por quase oito horas dá pra ficar refletindo até em letra de música! Lollipop me faz lembrar de quado eu era criança, quando eu vivia em outro mundo. Um mundo colorido e cheio de Barbies. Tudo era lindo até as Barbies conhecerem os "Kens". Depois que você dá de cara com uma apaixonite, um pseudo-amor, ou coisa do tipo, é inevitável perceber que o amor te faz cair. Quando a paixão é platônica a gente já sofre por natureza, e quando ela é correspondida sempre acaba sofrendo quando o amor vira cotidiano, por cíume ou briga, ou mesmo quando ele acaba. Não conheço amor sem dor. Lembra daquele cara que ficou famoso com seu verso? "O amor é uma dor... é um tédio sem remédio, como um prédio desabando, assim continuo te amando..." coitado, deve ter aprendido da pior forma.
Minha mãe sempre me alertou que a maioria dos homens procuram um bom buraco ao invés de um amor. Pode ser exagero, mas me manteve alerta. Só que não me livrou de sofrer. Faz parte, eu acho. Mas já fico pensando que assim que tiver um filho vou cantar "Lollipop" ao lado de seu bercinho e explicar que se ferrar no amor é normal mesmo, mas que ele ainda vale a pena pelas coisas boas que trás. Todo pai quer que o filho se livre das armadilhas que o pegaram na juventude, mas infelizmente a gente sempre aprende mais quando quebra a cara.

3 comentários:

Cecília disse...

... com sete ou oito anos a gente ainda acredita que o Ken não é homosexual... e a vida é tão cor de rosa quanto os vestidos de festa da Barbie. Só que depois que as velinhas dos 15 se apagam: tchanam!!! Cada vez você se descobre mais atolada... nesse negócio de coração... que sinceramente eu prefiro o de galinha, assado, e no espetinho!!! =)(e diga-se de passagem que é uma das poucas vezes que comer combina com coração kkkkkkkk) BJ

Pâm Zakrzewski disse...

Ah... mas comer com coração é tão bom!!! =P

Cecilia Grossl disse...

kkkkkkkkkkkkkk eu sei q ja comentei aqui masssss me lembrei de algo: "Chupa... chupa que é de uva" kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk