segunda-feira, 7 de setembro de 2009

Um sorriso aqui em algum lugar.




Há hoje um sorriso aqui,
Em alguma instância da minha vida.
Onde não existem flores,
Nem bombons, nem beijos...
Onde não haja dores.
Há um sorriso liberto,
Sincero e gostoso,
Há vontade de vida.
Desvarrida,
Desvirada,
Desvairada.
Sem amor de você e eu.
Só de amor de mim pros outros.
Porque eu sorrio,
Sorrio verdadeiro e irônico,
Por isso um dia eu te escrveria,
Eu te escreveria um blues maroto:
"Você me travou pro amor meu bem.
Eu posso estar só, eu posso estar com mais de cem...
Eu não te amo, mas acho que não vou mais amar ninguém."

Um comentário:

Gerson disse...

só sei falar palavrão em libras.
te cuida.